Crianças de até cinco anos não devem passar mais de 1 hora por dia diante de tela, diz oftalmologista


É cada vez mais comum presenciarmos crianças e bebês manuseando tablets e smartphones, um recurso muitas vezes utilizado pelos pais para acalmar os filhos. Diante disso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou recomendações sobre uso de aparelhos eletrônicos por crianças de até cinco anos.Segundo Lorena Melo, oftalmologista especialista em oftalmopediatria, o uso de aparelhos eletrônicos tem relação direta com o aumento do número de crianças com problemas visuais na infância.

“O problema ocular mais frequente é a miopia, que é a dificuldade para ver de longe. A geração atual está desenvolvendo graus de miopia bem mais altos e bem mais cedo em comparação as gerações anteriores”, destacou a especialista.As orientações da organização internacional determinam que crianças de até cinco anos de idade não devem passar mais de 1 hora por dia em atividades passivas diante de uma tela de smartphone, computador ou TV.

A OMS alertou ainda que bebês menores de 12 meses de vida não devem fazer uso de nenhum dispositivo eletrônico.“O aumento do esforço acomodativo para ver as coisas pequenas muito de perto nas telas faz o cérebro entender que o importante é a visão de perto, e essa visão de perto vai ficando cada vez melhor se comparada à visão de longe, que piora progressivamente”, ressalta a oftalmologista, que lembra a importância de evitar o uso excessivo das telas.

A OMS aconselha que meninos e meninas de um a quatro anos de idade passem três horas em atividades como caminhar, engatinhar, correr, pular,se balançar, escalar, dançar, pedalar, pular corda e outros passatempos.

via News Cariri

Comentários