Cearense inscreve o pai de 52 anos no Sisu e ele é aprovado em graduação após quatro tentativas no Enem


O sonho antigo de entrar na universidade foi finalmente realizado pelo caminhoneiro cearense Cid Frota Saldanha, de 52 anos. Após quatro tentativas, ele foi inscrito pela filha sem saber no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e conseguiu a vaga.

Júlia Saldanha disse que seu pai já estava pensando em desistir, por isso resolveu ajudar. Em junho deste ano, o caminhoneiro foi aprovado e ingressou na graduação tecnológica em Estradas, no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), no Campus de Fortaleza. O curso superior forma profissionais para o desempenho de atividades ligadas ao segmento de construção de vias terrestres e projetos de terraplanagem.
“Ele nem queria mais tentar, mas a nota dele finalmente foi o suficiente pra passar”, escreveu Júlia em um relato que viralizou nas redes sociais.

Nascido em Granja, no Interior do Ceará, Cid já foi motoboy, técnico de informática e, pela maior parte da sua vida, caminhoneiro. Sem muitas condições financeiras, tinha de sustentar a família e acabava sem tempo para realizar seu sonho de entrar no ensino no superior.

“Ele trabalhou desde muito novo. Saiu do interior e veio pra Fortaleza pra trabalhar, então ele nunca teve muito acesso a educação. Foi um momento único que ele passou a vida inteira esperando”, relata a filha Júlia Saldanha.
Atualmente, Cid trabalha como encarregado de obras em uma construção civil. Foi no trabalho que ele decidiu o ramo que queria seguir: Engenharia Civil. Mas, a nota no Sisu só foi suficiente para a segunda opção, Tecnologia em Estradas.

Vestibular junto com a filhaJúlia Saldanha conta que seu pai e sua mãe costumavam fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) junto com ela, em sua época de ensino médio.
“Meu pai fez o Enem durante meus três anos do ensino médio e quando eu já estava na universidade ele fez mais duas vezes”, conta. A última vez que Cid fez o Enem foi no ano passado.

Júlia e sua mãe fizeram questão de acompanhar o Cid na solenidade de recepção dos novos alunos para o semestre 2019.2, que marcou o início das aulas do IFCE nesta última quarta-feira (24).
“É tudo muito novo para ele. Como é uma coisa que ele quer há muito tempo, ele quer se esforçar e se integrar em tudo. Já foi atrás de saber quem são os professores e tudo. Ficou sabendo que existia o trancamento de matrícula, mas disse que ia se esforçar para fazer tudo no tempo certo”, comenta Júlia.

Cid irá enfrentar uma rotina atribulada: trabalho durante o dia e aula à noite. Mas, segundo sua filha, isto não o desanimou. “Vamos apoiar ele. Tudo o que eu puder fazer e tiver no meu alcance eu farei, porque é um sonho que ele está realizando”, desabafa a estudante.     

   (G1 CE)

Comentários