Ceará chega ao 8º dia de incêndios criminosos


Caminhão é incendiado no quilômetro 77, da BR-222,em São Luís do Curu, na madrugada desta sexta-feira (27)Em mais um dia de ataques no Ceará, um caminhão foi incendiado na rodovia BR-222, no município de São Luís do Curu, Litoral Oeste, nesta sexta-feira (27), e um posto de saúde foi incendiado em Paramoti, no Sertão Central.

O estado chega ao 8º dia seguido de ações criminosas que atingem coletivos, prédios, transportes escolares e veículos particulares. Ao todo, já foram contabilizados ao menos 90 ataques em Fortaleza, na Região Metropolitana e no interior.

As ações continuam mesmo após a Polícia Federal cumprir seis mandados de prisão preventiva e outros 14 mandados de busca e apreensão, nesta quinta-feira (26), contra chefes da facção criminosa que ordenaram e executaram os ataques no Ceará.

As ações tiveram início no dia 20 de setembro. Até o momento, a polícia capturou 94 pessoas suspeitas de envolvimento nos atos, dentre os quais, pelo menos 26 adolescentes. No período, foram registrados 90 ataques.

Ainda durante a noite desta quinta-feira (26), em Fortaleza, os ataques incendiários atingiram o carro de uma autoescola no Bairro Aerolândia; uma loja de motocicletas no Bairro José Walter, onde os mesmos criminosos atiraram contra uma moto da companhia Enel; e um trator que estava dentro de um cemitério no Bairro Ancuri.

O primeiro caso confirmado nesta sexta ocorreu na madrugada, por volta das 2h, quando um grupo de criminosos que estavam escondidos no km 77 da BR-222 rendeu os dois ocupantes do caminhão e atearam fogo no veículo. Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), uma equipe do Corpo de Bombeiros esteve no local e apagou as chamas.

O ataque à Unidade Básica de Saúde Dom Aluisio, no Bairro Bela Vista, em Paramoti, deixou uma ala da unidade destruída. De acordo com o secretário de saúde da cidade, Edemir Lopes, moradores da região conseguiram apagar as chamas. “O fogo atingiu os arquivos de pacientes, que fica na sala de triagem, ficou bem danificado”, disse.

Presos transferidosO governo do Ceará informou que mais 100 presos ligados a facções criminosas seriam transferidos de unidades dentro do sistema penitenciário cearense nesta quinta-feira (26), em decorrência da onda de ataques.

O número de transferências previstas se soma aos 150 detentos remanejados na quarta-feira (25), além de outros 257 internos realocados no começo da semana, o que totaliza 507 presos transferidos desde o início dos atentados.

Segundo o secretário da Segurança do Ceará, André Costa, a onda de violência é uma reação de detentos que querem a volta de “regalias” nos presídios do estado.
Frota volta a circular normalmenteDesde a noite de quarta-feira (25), a frota de ônibus de Fortaleza voltou a circular normalmente, segundo o Sindicato das Empresas de Ônibus do Ceará (Sindiônibus).

Por causa dos ataques na capital, os veículos operaram parcialmente na terça-feira e tiveram de ser escoltados por policiais. O apoio dos agentes de segurança deve continuar com a escolta dos coletivos e a presença da polícia dentro dos ônibus.

Durante os oito dias de ataques, outros serviços também foram prejudicados pelos criminosos. Foram alvos de incêndio carros da empresa Enel, um veículo da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), caminhões de coleta de lixo, transportes escolares e prédios públicos.           

        (G1 CE)

Comentários