Aumenta representatividade do setor de Comércio e Serviços no PIB de Juazeiro do Norte


A Prefeitura de Juazeiro do Norte, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação (Sedeci), informa que Comércio e Serviços responde, atualmente, por 91,20% do PIB local. Em 2017, respondia por 86,93%.

A alta de 4% é reflexo do crescimento do número de empresas do setor que abriram as portas em 2019. Foram 35,2% a mais do que no ano anterior.Para se ter uma ideia, Juazeiro do Norte fechou 2019 com 25.988 empresas. Desse total, 23.664 são de Comércio e Serviços.

Com 12.568 negócios, Serviços ficou à frente do Comércio Varejista (10.296 negócios) e Atacadista (400). Complementaram a economia da municipalidade 2.324 indústrias.Empresas ligadas a serviços de saúde e atividades financeiras apresentaram aumentos expressivos em relação a 2018, 21,70% e 44,06%, respectivamente.

No Comércio, tiveram destaque os segmentos de artigos de vestuário (+15,07%), armarinho (+58,73%), cosméticos (+66,94%), materiais de construção (+13,41%) e acessórios para veículos (+21,94%).“Juazeiro do Norte tem se desenvolvido a passos largos.

Além da tradicional Rua São Pedro, conta com outros diversos centros comerciais em dezenas de bairros, a exemplo do Pirajá, Triângulo, Timbaúbas, Tiradentes e Frei Damião. Essa expansão é característica de Cidade Inteligente à medida que facilita a vida dos moradores de cada localidade.

Eles tendem a se deslocar menos porque têm estabelecimentos mais perto de suas casas. Isso reforça que Smart City não é construída somente com tecnologia”, explica o Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Michel Araújo.O Secretário ainda reforça o tripé Poder Público, Academia e Iniciativa Privada.

“Seguindo a orientação do Prefeito Arnon Bezerra, temos somado forças para impulsionar a economia do Município e de todo o Cariri”, diz Michel Araújo.Nesse sentido, Juazeiro do Norte tem Salas do Empreendedor abertas na FJN e na Unileão.

A iniciativa junto às Instituições de Ensino Superior é inédita no Brasil e já resultou na exportação da produção local para a Alemanha. Outra Sala do Empreendedor funciona na sede da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação, proporcionando mais facilidade para quem quer abrir o próprio negócio e/ou sair da informalidade. 

via News Cariri

Comentários