Motoristas de transporte por aplicativo fazem manifestação em Juazeiro


Ocorre na tarde desta sexta-feira (14), com concentração nas imediações da rodoviária de Juazeiro do Norte, uma manifestação de motoristas de aplicativos de transporte privado na cidade. Após regulamentação dos serviços de transporte por aplicativo em Juazeiro do Norte, através de publicação de de uma lei municipal que exime cobrança aos motoristas, eles exigem que as empresas privadas também sejam isentas de serem cobradas pelo serviço, dentre outras requisições. 

Vários deles tomaram a entrada da rodoviária como ponto de encontro, e devem descer em direção ao centro da cidade em protesto contra as medidas da nova lei municipal. De acordo com informações, haverá uma reunião na Câmara Municipal de Vereadores.

Segundo afirmam os motoristas, a cobrança de imposto a empresas donas de aplicativos de transporte privado para que ocorram vistoria nos veículos destes vem causado transtornos, principalmente na relação destes com a empresa pelo qual prestam o serviço. 

Outra atividade ameaçada, segundo eles, trata-se de vários destes motoristas que estejam em localização muito próxima ao mesmo tempo durante o serviço, o que categorizaria para a regulamentação da lei como sendo um ponto de taxi, sendo sujeito a multas aos motoristas. 

Vereador se posiciona 
O vereador Tarso Magno afirmou que nem ele, nem a colega Jacqline Gouveia receberam reclamações ou foram procurados por motoristas, e reafirmou a importância do serviço, além de estarem disponíveis para quaisquer questionamentos. 

“Não recebi qualquer tipo de comentário, nenhum motorista veio me procurar. Eu entendo a importância deste serviço. Mas preciso que tragam qual o artigo que prejudica, e ter conhecimento para que a lei seja modificada. Até o momento não tem o que reclamar”, diz o parlamentar. 

Aplicativos de transporte no Cariri 
A região conta com a multinacional Uber, que predomina no mercado. Há ainda as empresas paulistas 99 e Wappa e o Bora Cariri, criado pelos próprios motoristas para tornar o serviço competitivo e lucrativo, com mais de 100 profissionais cadastrados e uma fila de espera somando mais de mil motoristas.

(Fonte: Site Badalo)

Comentários