Energias renováveis: região do Cariri tem capacidade para 28,8 mil MW


Juazeiro do Norte é a 3ª cidade com mais unidades de geração distribuída. FOTO: Natinho Rodrigues. Acompanhando o crescimento do segmento de energias renováveis no Ceará, o Cariri também tem demonstrado interesse em ampliar sua atuação no ramo. De acordo com o Atlas Eólico e Solar do Estado, a região Sul Cearense, que inclui o Cariri, possui cerca de 2,38 mil quilômetros quadrados (km²) aptos para exploração de energia solar e eólica, totalizando 28,8 mil megawatts (MW) de capacidade instalável na área. 

Ao todo, o Ceará possui 10,9 mil km² de área hábil para geração de energia renovável, que representa 137 mil GW. 

Para interiorizar cada vez mais essa prática e possibilitar mais negócios, a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) e o Sindicato das Indústrias de Energia e de Serviços do Setor Elétrico do Estado do Ceará (Sindienergia-CE) promoveram a segunda edição do ‘Energia em Pauta’, em Juazeiro do Norte. O encontro expôs para os participantes – entre empresários e cidadãos – a funcionalidade do mercado livre de energia e também da geração distribuída. 

O primeiro é referente aos consumidores de maior porte, com mais de 500 KW contratados. Já o segundo, abrange todo consumidor e empreendedor que queira gerar sua própria energia. 

O coordenador do Núcleo de Energia da Fiec, Joaquim Rolim, ressalta o potencial a ser desenvolvido da Região. “O Cariri, na área urbana, tem ótimo potencial para energia solar. Enquanto na Chapada do Araripe pode ser explorado tanto o potencial solar quanto o eólico. Temos visto, inclusive, um crescimento da Região. Nos últimos leilões de energia, tivemos projetos aprovados. Há usinas sendo planejadas em Milagres e Mauriti”, aponta. 

Juazeiro do Norte já é o terceiro município do Ceará com mais unidades consumidoras de geração distribuída, totalizando 326 unidades com 5,2 mil KW, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Crato também está no Top 10 do Ceará, com 110 unidades consumidoras e pouco mais de 1 mil KW instalados. 

Benildo Aguiar, presidente do Sindienergia-CE e diretor da Fiec, lembra que, por ter uma economia pujante, o Cariri tem excelentes condições de despontar no segmento de energias renováveis. Segundo ele, já há cerca de 30 empresas de instalação de placas fotovoltaicas apenas em Juazeiro do Norte. 

“O potencial daqui é fantástico. Nós queremos consolidar o sindicato aqui para a gente conseguir gerar mais negócios, envolver as indústrias e comércios e trazer esse crescimento”, reforça. 

Rolim também visualiza bons negócios na Região e revela que uma segunda edição do evento deve acontecer em Juazeiro daqui a 90 dias. “Vamos continuar com o tema em voga para buscar novas oportunidades”, acrescenta. 

A Fiec e o Sindienergia-CE proveram a segunda edição do ‘Energia em Pauta’, em Juazeiro do Norte. O encontro expôs a empresários e cidadãos o mercado livre de energia e também da geração distribuída.                                (Diário do Nordeste)

Comentários