Ações de enfrentamento à COVID-19: Município do Crato passa a contar com 10 leitos de UTI pediátrica


Na tarde do último sábado (2), o prefeito do Crato, Zé Aílton Brasil, o vice-prefeito, André Barreto e a secretária de Saúde, Marina Feitosa, estiveram presentes na solenidade de inauguração da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica do Hospital e Maternidade São Francisco de Assis da Sociedade Beneficente São Camilo. A partir de agora, o município do Crato passa a contar com 10 leitos de UTI pediátrica que atenderá crianças a partir de 29 dias de vida até os 14 anos de idade.

Para o vice-prefeito e coordenador do Comitê Municipal de Combate a COVID-19, André Barreto, essa UTI é fundamental para esse momento no qual o mundo está vivenciando. “Esse equipamento será essencial para dar o suporte necessário a pacientes pediátricos acometidos pelo novo coronavírus, mas, passada essa crise, a unidade estará disponibilizada para demais patologias, atendendo as crianças cratenses e da região do Cariri”, destacou.

O Hospital e Maternidade São Francisco de Assis, da Sociedade Beneficente São Camilo, é instituição parceira da Prefeitura do Crato, e segundo o diretor Marcelo Vasconcelos, a UTI pediátrica já está em funcionamento, bem como as unidades neonatal e adulto, aptas a atenderem pacientes cratenses e de municípios circunvizinhos.

“É com muita satisfação que inauguramos esse equipamento que pode assegurar um atendimento de excelência a nossa comunidade. O Hospital São Camilo é nosso consorte nos avanços da saúde em nosso município. Prosseguiremos com muito cuidado e zelo pela nossa população”, disse o prefeito Zé Aílton Brasil.

A gestão municipal vem desenvolvendo ações importantes no que diz respeito ao enfrentamento a pandemia da COVID-19, um trabalho intersetorial que não mede esforços para proteger a população. Além da instalação da UTI pediátrica, da aquisição de novos leitos, estão sendo realizadas barreiras sanitárias, orientações e fiscalizações do comércio essencial, foi criada a unidade sentinela com 20 leitos, acolhimento para pessoas em situação de rua, ampliação do valor da faixa de isenção da tarifa de água, isenção de impostos para costureiras cadastradas no programa “Crato com Máscaras”, campanha de arrecadação de donativos, entre outras. Portanto, a população também precisa fazer sua parte para enfrentar este período difícil. Os que puderem, fiquem em casa. É importante respeitar as medidas adotadas pelo governo, procurar fontes de informação confiáveis, adotar hábitos de prevenção e praticar a solidariedade, exercícios diários que todos podem fazer.

POR VANDERLAN

Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentários