Estudo aponta que Sistema de Saúde Público de Fortaleza pode colapsar até 29 de maio


Um estudo da Prefeitura de Fortaleza e do Governo do Estado indica “elevado risco de colapso” do sistema público de saúde da Capital possivelmente “nas próximas semanas”. Mesmo que ocorra a abertura de novos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) específicos para a doença, a exaustão da rede hospitalar pode ocorrer antes do dia 29 de maio.

O relatório começou a ser apresentado por especialistas na manhã desta quinta-feira (7) a partir das 11h por meio de vídeo conferência.O relatório recomendou a implementação de “medidas restritivas mais austeras”, a fim de diminuir a velocidade de transmissão viral sustentada, diante da redução da adesão ao isolamento social nos últimos quinze dias.

O levantamento é assinado pelo epidemiologista Antônio Silva Lima Neto, gerente da Célula de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), e pela doutora em Ciências Médicas, Magda Almeida, secretária executiva de Vigilância e Regulação da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa).

Conforme a plataforma IntegraSUS, atualizada na manhã desta quinta-feira (7), Fortaleza registra 9.259 casos confirmados do novo coronavírus, com 655 óbitos pela doença – 76% de todos os 854 ocorridos no Ceará. A taxa de letalidade está em 7,1%. Outros 17.437 casos são investigados na cidade.

Foto: Reprodução

Fonte: Site Ceará Agora

Postar um comentário

0 Comentários