Setembro de 2020 no Amazonas já tem 45% mais queimadas do que em 2019


No mês de setembro (até sábado, dia 26), o Amazonas já registrou 4.121 focos de incêndio. No mesmo período de 2019, foram registrados 2.836 focos, mostrando um aumento de 45% no estado.

Os dados são disponibilizados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que detecta pontos de calor por satélite diariamente.
O número registrado em setembro de 2020 é 36% maior do que o registrado no mês todo em 2019, quando foram contabilizados 3.026 focos.

No ano de 2020, o Amazonas já contabilizou 14.766 focos de incêndio. É a segunda pior marca na história do monitoramento de queimadas, que começou a ser feito pelo Inpe em 1998. A maior taxa registrada até então foi em 2005, quando o estado contabilizou 15.644 focos. Como o ano ainda não acabou, é possível que 2020 seja o pior ano para o Amazonas.

Neste ano, agosto foi o pior mês para as queimadas na região: 8.030 focos. Esse é o maior total mensal já registrado em qualquer mês no Amazonas desde o início do monitoramento do Inpe. 

Foto: Nasa

Fonte: CNN Brasil

Postar um comentário

0 Comentários