Dois pacientes com Covid-19 transferidos de Manaus morrem em Alagoas


Dois pacientes com Covid-19 transferidos de Manaus, no Amazonas, para Maceió morreram no Hospital Metropolitano de Alagoas, na parte alta da capital. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) confirmou a informação por meio de nota e lamentou as mortes (confira a nota na íntegra ao final do texto).

Segundo a Sesau, um homem de 36 anos e uma mulher de 46 morreram. Os óbitos foram registrados nos dias 24 e 25 de janeiro. As vítimas estavam internadas na UTI do Hospital Metropolitano.

No dia 21 de janeiro, 14 pacientes com Covid-19 do Amazonas foram transferidos para Maceió por causa do colapso da saúde em Manaus. Dos 14, seis foram internados no Hospital da Mulher e os outros oito ficaram no Hospital Metropolitano. Os dois hospitais são mantidos pelo Governo do Estado.

Os último boletim sobre o estado de saúde dos pacientes foi divulgado pela Sesau no último sábado (23). Naquele dia, três pacientes estavam na UTI e cinco, em leitos clínicos do Hospital Metropolitano. Já no Hospital da Mulher, quatro pacientes estavam na unidade semi-intensiva e quatro na UTI.

Pelo menos 235 pacientes de Manaus foram transferidos para hospitais de outros estados. As transferências ocorreram em meio ao colapso do sistema de saúde do Amazonas, após recorde das internações por Covid-19 e com uma nova variante do coronavírus circulando no estado. Pacientes internados em hospitais ficaram sem oxigênio.

Nota da Sesau

Falecimento de pacientes vindos do Amazonas
A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) confirma, e, ao mesmo tempo lamenta, o falecimento de dois pacientes vindos do Amazonas, que estavam recebendo tratamento contra a Covid-19, no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA).
Os óbitos por Covid-19 ocorreram nos dias 24 e 25 de janeiro e as vítimas eram um homem de 36 anos e uma mulher de 46 anos. Ambos estavam na UTI do HMA.
A Sesau esclarece que o Serviço Social e de Psicologia do Hospital Metropolitano de Alagoas manteve contato com familiares das duas vítimas para informar as causas do falecimento e que todas as medidas administrativas foram adotadas pelo Estado de Alagoas e em contato com o Governo do Amazonas, os corpos das vítimas foram encaminhados para sepultamento no estado de origem.

G1

Postar um comentário

0 Comentários