Juazeiro realiza ato em prol de movimento nacional por impeachment de Bolsonaro


Aos pés da estátua do Padre Cícero, manifestantes realizaram ato contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) neste domingo (24), que faz parte de uma mobilização nacional que visa a derrubada deste do governo. Movimentos sociais e integrantes de diversos partidos integram o ato às 9h, após diversas manifestações recentes que ganharam destaque por juntar organizações e movimentos a convocar o impeachment do presidente.

No ato, estiveram presentes organizações e movimentos sociais, tais como Partido Comunista do Brasil (PCdoB), Unidade Popular, União da Juventude Rebelião (UJR), Levante Popular da Juventude, Movimento de Trabalhadoras e Trabalhadores por Direitos (MTD), Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), Campo Democrático do Partido dos Trabalhadores (PT) em Juazeiro do Norte, Partido da Causa Operária (PCO), Frente de Mulheres do Cariri, Coletivo CPJN e Afronte – Juventude sem Medo.

A fotógrafa Nivia Uchoa, que mora em Juazeiro do Norte, participou do ato e falou ao Portal Badalo sobre a importância deste no cenário atual.

“Este ano esta sendo imprescindível, o Fora Bolsonaro e Mourão, pois acreditamos que esta representação não está sendo favorável para o país, pois estamos vivendo praticamente um momento de genocídio da população. Os governantes não estão preocupados com essas questões, e a demanda é crucial neste momento. Vivemos em condições desfavoráveis, principalmente as populações que vive em área de conflito, nas grandes favelas e nas cidades mais afastadas”, afirma.

Ela ainda ressalta que a população deve se manifestar para evitar um caos pior, e que além do impeachment, devem haver as chamas “diretas já”, eleições presidenciais imediatas para que uma nova gestão assuma imediatamente do governo federal.

“É importante que o pais abra o olho para que a gente não deixe passar. O fato da gente ficar em casa sem dizer não ao governo também irá ocasionar ainda mais mortes. Se saímos neste momento para trabalhar, para eleger nossos representantes, também devemos sair para pedir Fora Bolsonaro urgente. Na minha visão também entendo que precisamos de Diretas Já, pois não podemos esperar até 2022 para novas eleições. Se deixamos isso acontecer, a população brasileira será dizimada”, ressalta Nívia.

Ato nacional

Desde a última sexta-feira (22), manifestantes de esquerda e até movimentos da direita deliberam atos, carreatas e mobilizações em todo o país, inconformados com o agravamento da pandemia de Covid-19 no Brasil, e o posicionamento que o governo federal vem tomando diante do problema.
O movimento “Fora Bolosonaro” ganhou força no país, por não apenas manifestantes, mas políticos cada vez mais se manifestarem contra o presidente. A exemplo de Juazeiro, foram realizadas carreatas em Fortaleza neste sábado (23), na Praia de Iracema, com participação do deputado federal José Guimarães (PT).

Foto: Nivia Uchoa

Fonte: Portal Badalo/ Por George Wilson

Postar um comentário

0 Comentários