Crato dá início a implantação da linha de cuidados para a população LGBTQIA+


Na tarde desta quarta-feira, 20, profissionais da Saúde, da Unidade Parque Grangeiro II, e a Coordenação do Núcleo de Direitos Humanos da Secretaria do Desenvolvimento Social, reuniram-se com usuárias do SUS daquela localidade, para iniciar a implantação da linha de cuidados à saúde da população LGBTQIA+. A reunião aconteceu na capela da Vila Gregório.

“Historicamente, essa população sofre com a falta de políticas públicas para Saúde Integral. Além do preconceito enraizado nas instituições do Estado, a comunidade está sujeita à violência de gênero e à falta de políticas públicas que garantam sua cidadania plena. Agora, damos início à construção de uma linha de cuidados, Secretaria de Saúde e a Secretaria de Desenvolvimento Social de Crato, para garantirmos os direitos da população LGBT de Crato”, comenta Gilney Matos.

Para Erika Formiga, enfermeira, o encontro é um passo importante de garantia de direitos e de inclusão. “O nosso dever é tirar a invisibilidade deste público, dentro da saúde, buscando sempre a humanização do atendimento”.

A ação é resultado da Formação para a Atenção Integral à Saúde da População LGBTQIA+, para os profissionais de Saúde do Crato, e o objetivo é promover cuidado integral – do corpo e da mente – e o acesso aos serviços públicos saúde, que vai desde acolher, reconhecer, respeitar o nome social, por exemplo, e a diversidade deste público.

Foto: Istock / Fonte: Ascom Crato

Postar um comentário

0 Comentários