Agropecuarista usa tecnologia de Israel para irrigar no Cariri


Na Fazenda Manoel João, em Abaiara, na região do Cariri, um poço com 100 metros de profundidade está produzindo 50 mil litros de água por hora, mais do que suficiente para irrigar os primeiros 10 hectares cultivados de capim para o alimento do seu rebanho leiteiro.

Essa área irrigada será ampliada para os restantes 90 hectares da propriedade, que produzirá, também, outras culturas para o alimento humano e animal.

José Moreira de Albuquerque Júnior, dono da fazenda, está utilizando tecnologia israelense de irrigação por gotejamento subterrâneo, instalando para isso uma rede de dutos que funciona perfeitamente.

Assim, produz-se muito mais com muito menos água, explica Albuquerque Júnior em um vídeo que está sendo divulgado nas redes sociais.

Mas há outro detalhe que chama atenção: a Fazenda Manoel João está sendo transformada em espaço de aulas práticas dos professores da Faculdade de Tecnologia Centec (Fatec), mantida pelo governo do Estado, que reunirão lá os seus alunos, vários dos quais farão estágio na fazenda, tornando-se, assim, transmissores de conhecimento técnico para os pequenos produtores rurais da região caririense.

Esta informação causou positiva repercussão no empresariado cearense do agronegócio, que veem na iniciativa da Fazenda Manoel João um bom exemplo a ser seguido por outras empresas do setor.

A expectativa é muito boa para a agropecuária do Cariri, e a razão é esta: dentro de, no máximo, quatro anos, a população de todas as cidades daquela região do Sul cearense estará abastecida por águas do Projeto São Francisco e Integração de Bacias.
Consequência: as águas subterrâneas do Cariri – cujo gigantesco aquífero é anualmente recarregado pelas chuvas – serão destinadas às atividades agropecuárias.

O agropecuarista João Moreira de Albuquerque Júnior é mais um ousado empresário que ousa investir no agronegócio, para o que faz o correto: usa a última tecnologia disponível para produzir alimentos.

Foto: Divulgação / Fonte: Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários