Cirurgia cardíaca inovadora no Cariri é realizada no Hospital do Coração, em Barbalha


Jovem de 34 anos teve um cardiodesfibrilador SUBCUTÂNEO implantado para proteger de doença genética

As doenças cardíacas vêm ganhando cada vez mais destaque nos últimos meses, e um fator curioso e preocupante é que as comorbidades ligadas ao coração estão atingindo também pessoas jovens. No último sábado, 18, um homem de 34 anos passou por um procedimento cirúrgico inovador no Hospital do Cariri do Cariri, mantido pela Fundação Otília Correia Saraiva (FOCs).

O paciente possui uma doença genética que ocasiona paradas cardíacas, havendo assim chances de leva-lo a morte súbita. O procedimento avançado, novidade no Cariri, foi realizado pelo médico cardiologista E ARRITMOLOGISTA, Marcelo Sobreira, que consistiu na realização de um implante de cardiodesfibrilador SUBCUTÂNEO.

O aparelho tem o objetivo de tratar arritmias que podem levar a parada cardíaca. “O aparelho é INOCADOR e o mais avançado em todo o mundo para esse tipo de problema. Onde não há nenhum contato com o coração, pois o implante é ABAIXO DA PELE NO subcutâneo. Trazendo assim baixíssimas chances de complicações durante o procedimento e no PÓS-OPERATÓRIO”, disse Marcelo.

A cirurgia foi um sucesso e, destaca-se, que o paciente passa, a partir de agora, a ter uma maior segurança quanto ao problema genético que carrega consigo. Ele vai usar o aparelho para o resto da vida. O Hospital do Coração do Cariri é o único a realizar o procedimento na região, por dispor de equipe técnica especializada e estrutura adequada.

Assessoria Commonike

Postar um comentário

0 Comentários