Fim de semana com sete mortes no trânsito e três homicídios no Cariri

Subiu de sete para 10 o número de mortes violentas na comparação dos dois últimos finais de semana na região do Cariri. Neste, foram sete mortes no trânsito e três homicídios, sendo dois corpos de Mauriti, dois de Juazeiro do Norte, outros dois de Lavras da Mangabeira e os demais de Crato, Nova Olinda, Barbalha e  Assaré. Dois corpos deram entrada ainda na sexta-feira, três no sábado e cinco neste domingo.

Por volta das 21 horas de sexta, na estrada carroçável que liga os bairros Vila Lobo e Mirandão em Crato, o motorista de um carro se desfez do corpo de Sarah de Sousa Correia, de 14 anos, que residia na Rua José Pinheiro Teles, 40 (Bairro Vila Lobo) e fugiu em alta velocidade. Ela foi morta com cinco tiros de revólver e o corpo “desovado” no local.

O pai da garota e deficiente visual, José Avelino Correia, disse à polícia que ela costumava chegar em casa com dinheiro de procedência desconhecida e o próprio desconfiava que a mesma fazia programas sexuais. Quase no mesmo horário morreu Alexandre Rodrigues Soares, de 33 anos, que residia no Sítio Santa Rita na zona rural de Barbalha. Ele trabalhava como soldador e foi vítima de um acidente de trânsito na CE-060.

Por volta das 11 horas deste sábado, na CE-292 que liga Nova Olinda e Potengi, foi registrado um acidente nas imediações do açude. O jovem Expedito Erivaldo Batista de Lima, de 23 anos, pilotava sua moto quando colidiu em um Gol de cor branca dirigido por um funcionário da prefeitura que permaneceu no local. O rapaz residia na Rua Ubirajara de Lacerda no centro de Nova Olinda e, provavelmente, saía para a zona rural onde moram seus pais quando ocorreu o acidente. Expedito foi arremessado da moto e bateu em uma estaca de madeira tendo morte imediata.

Por volta das 19h30min ainda de sábado morreu em um dos leitos do Hospital Santo Antonio de Barbalha, Francisco Vieira do Nascimento, de 37 anos, que residia na Rua João Lucas (Conjunto Novo Mauriti) em Mauriti. Ele foi vítima de acidente de trânsito na noite do último dia 13 de agosto, sofrendo traumatismo craniano. A princípio, foi socorrido ao hospital local e terminou transferido para Barbalha onde faleceu 10 dias depois.

Uma hora depois Antônio Marcolino, de 41 anos, o Antônio da Retífica, que residia na Rua Genésio Ricarte, 138 (Bairro São Francisco) em Brejo Santo, estava em um bolão de vaquejada no Sítio Várzea Grande em Mauriti quando foi alvejado a tiros. O autor dos disparos foi o agricultor José Arlindo Basto, de 45 anos, que mora no Sítio Alazão em Brejo Santo e fugiu. Segundo a polícia, os dois eram amigos e tinham comprado um cavalo em sociedade. Recentemente, Antonio vendeu sua parte a Arlindo e foi ao encontro dele em Mauriti, mas, segundo testemunhas, terminou recebido à bala. Quando viu seu ex-sócio sacar um revólver ainda tentou correr, sendo alvejado com dois tiros nas costas.

Por volta das 17 horas deste domingo morreu em um dos leitos do Hospital Regional do Cariri Francisco Paulino de Oliveira, de 67 anos, que residia no bairro Timbaúbas. No início da tarde da última sexta-feira ele foi atropelado por uma moto na Rua do Cruzeiro (Bairro São Miguel) em Juazeiro e terminou socorrido ao HRC, mas faleceu dois dias após.

No mesmo horário foi morto a tiros o jovem Cícero Henrique Ferreira, de 24 anos, conhecido como “Pirulito”, que residia na Travessa Vicente Barbosa de Melo, 24 (Bairro Frei Damião) em Juazeiro, foi morto a tiros. Ele trafegava pela Rua João Cavalcante daquele bairro na direção de sua casa quando foi atocaiado por desafetos e ainda tentou correr tombando morto na garagem de uma casa onde procurou se refugiar no terceiro homicídio de agosto e 105º do ano em Juazeiro.

Por volta das 19 horas, no Km 42 da BR-230 na saída de Lavras da Mangabeira, uma carreta bateu em uma moto Honda Titan de cor verde e placa HVY-8561, inscrição de Caririaçú, na qual trafegavam dois homens. Morreram o agricultor Cícero Amaro de Souza, de 33 anos, o “Biló”, que residia na Rua Gustavo Lobo (Bairro Padre Cícero) em Lavras, que pilotava a moto, e o garupeiro e ex-presidiário José Luiz Duarte Filho, de 46 anos, que residia na Rua Acácio Correia Lima no mesmo bairro.

O caminhoneiro Francisco Edivaldo da Silva, residente em Limoeiro do Norte, dirigia uma carreta bitrem da Volvo de placas HYW-5124 na direção de Várzea Alegre e disse que não teve como evitar o acidente. Agentes da PRF (Policia Rodoviária Federal) estiveram no local e conduziram o motorista até a Delegacia Regional do Icó para prestar esclarecimentos a cerca do acidente.

Já por volta das 20h30min horas foi registrado um acidente com motocicleta à altura do Sítio Barro Vermelho ((Distrito de Aratama) em Assaré. Francisco Everaldo Amorim, de 41 anos, que residia na Rua Coronel Virgílio Távora, 59 no centro daquela cidade, pilotava o veículo quando perdeu o equilíbrio e caiu batendo com a cabeça na estrada. Ele morreu quando estava sendo transferido ao Hospital São Francisco de Crato.


Fonte: Jornalista Demontier Tenório (miséria) 

Comentários