Camilo desaconselha participação em atos populares: ‘Há no Ceará um decreto que proíbe aglomerações’


O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), se manifestou nas redes sociais na tarde desta sexta-feira (5) para dizer que é contra a realização de atos nas ruas em meio à pandemia do novo coronavírus no Estado. Ele ressaltou que sempre apoiará a defesa da democracia, mas defendeu que o momento é de evitar aglomerações, em respeito ao decreto estadual de isolamento social.

“Sempre apoiarei o engajamento dos brasileiros em defesa da democracia, uma de nossas maiores riquezas”, escreveu o governador, ponderando ser “absolutamente contra a realização de quaisquer atos nas ruas neste momento grave de pandemia”.

Atos pró-democracia estão sendo convocados em várias cidades do país, incluindo Fortaleza, para o próximo domingo (7).

A capital cearense já acumula até esta sexta-feira (5), 26 mil casos de Covid-19 e mais de dois mil óbitos, sendo uma das cidades mais afetadas pela pandemia no Brasil.

“Há no Ceará um decreto que proíbe aglomerações, e deve ser respeitado”, completou Camilo, referindo-se às medidas de isolamento rígido em vigência no Estado.

Foto: Reprodução/Facebook

Fonte: Portal G1

Postar um comentário

0 Comentários