Novo reality show promete ao vencedor passar 10 dias no espaço


Um reality show promete dar ao vencedor de sua competição “o maior prêmio já concedido na Terra”: uma estada de dez dias na Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês).

O vencedor do programa, chamado “Space Hero”, poderá entrar em órbita já em 2023, de acordo com a produtora da série proposta, também chamada de Space Hero, em comunicado à imprensa na quinta-feira (17). A notícia foi revelada pelo site Deadline.

“O Space Hero proporcionará a qualquer pessoa, de qualquer origem, a oportunidade de se tornar o primeiro explorador espacial eleito globalmente a participar de uma missão na Estação Espacial Internacional”, afirma o texto.

A produtora “agora procura uma marca global e parceiros de veiculação do programa”. Mas os detalhes sobre o financiamento do projeto, o formato da competição, a data de lançamento e os planos de produção não foram divulgados.

A Space Hero não respondeu às perguntas após o comunicado.

Deborah Sass, sócia fundadora da Space Hero descreveu o prêmio do reality show como um valor de US$ 65 milhões.

A empresa também revelou que está trabalhando com a Propagate, uma importante produtora especializada em séries de competição improvisadas, como “Chopped”, do canal Food Network.

Os fundadores da Propagate, Ben Silverman e Howard Owens, já trabalharam em programas que incluem “The Office”, “Ugly Betty” e “MasterChef”.
A Propagate não respondeu aos pedidos de comentários adicionais.

Chefiada por um ex-executivo da News Corp chamado Marty Pompadur, a produtora Space Hero disse que está trabalhando com a startup Axiom Space do Texas para coordenar a viagem ao espaço.

Um dos fundadores da Axiom é Michael Suffredini, que liderou o Programa da Estação Espacial Internacional da Nasa de 2005 a 2015. A empresa planeja servir como um intermediário entre a Nasa, fornecedores de lançamento (como SpaceX e Boeing) e quaisquer indivíduos ou empresas interessados em reservar viagens para o espaço para turismo, entretenimento ou outros fins comerciais.

A Axiom também disse que pode fornecer todo o treinamento necessário para preparar os indivíduos para uma viagem à ISS.

A Nasa fez um grande esforço nos últimos anos para despertar o interesse nas atividades comerciais da Estação Espacial Internacional, um laboratório orbital multibilionário que hospedou tripulações de astronautas e centenas de experimentos científicos nas últimas duas décadas.

No início deste ano, o chefe da agência espacial Jim Bridenstine anunciou que Tom Cruise está trabalhando com a Nasa na produção de um filme a bordo da ISS.

A Axiom também cuidará do treinamento e da coordenação desse projeto.
A Nasa emitiu uma diretriz no ano passado sobre as condições de acesso de viajantes não governamentais à estação espacial, pagando pelo uso das instalações em órbita da Terra.

Esse documento também estabeleceu o preço dos serviços à disposição na ISS: serão cobradas diárias de US$ 22.500 pelo fornecimento de comida, ar e outras provisões, e de US$ 11.250 pelo uso de equipamento de suporte de vida – e do banheiro.
Vários planos para enviar pessoas ao espaço para fins de cinema ou TV, no entanto, não deram certo nos anos anteriores.

Uma organização chamada Mars One ganhou ampla atenção em 2013 com planos de fazer uma competição entre 100 pessoas para uma das quatro vagas em uma viagem só de ida ao planeta vermelho, prevendo a cobertura da mídia forneceria a maior parte do financiamento necessário.
Mas esses planos nunca se concretizaram, em parte porque a tecnologia necessária não existe.

Vários outros anúncios sobre os visitantes da ISS também foram rejeitados, incluindo um do pop star Lance Bass, do famoso grupo musical ‘NSYNC.

Cidadãos privados já visitaram a estação espacial antes: uma empresa chamada Space Adventures organizou anteriormente oito viagens à Estação Espacial Internacional para viajantes milionários entre 2001 e 2009 usando a espaçonave russa Soyuz.

Permitir que turistas façam uso da estação espacial (por meio da nova espaçonave da SpaceX ou da Boeing) faz parte do objetivo da Nasa de comercializar o espaço sideral.

Esse esforço começou em grande parte com os programas da Nasa que entregaram a tarefa de transportar carga e tripulação para a ISS.

A SpaceX e a Northrop Grumman transportam rotineiramente cargas e, no início deste ano, a SpaceX se tornou a primeira empresa comercial da história a transportar astronautas da Nasa para a estação.

A Boeing também está desenvolvendo uma espaçonave que poderá estar pronta para missões tripuladas no próximo ano.

Esse programa da Nasa ajudou a financiar o desenvolvimento da nova espaçonave, mas a SpaceX e a Boeing possuem e operam seus veículos, permitindo-lhes vender assentos não ocupados por astronautas profissionais. Seja ele Tom Cruise ou um vencedor de competição de reality show.

Foto: Divulgação/Nasa

Fonte: CNN Brasil

Postar um comentário

0 Comentários