Chuvas de meteoros podem ser vistas no céu do Ceará neste fim de semana; saiba como assistir


Duas chuvas de meteoros podem ser observadas neste fim de semana no céu do Ceará. A primeira ocorre na madrugada entre esta quinta-feira (29) e sexta-feira (30), chamada de Alfa Capricornídeas, e na noite seguinte, entre sexta e sábado (31), a Delta Aquáridas do Sul.

A chuva Alfa Capricornídeos ocorre de 3 de julho a 15 de agosto com uma atividade máxima em 30 de julho, e o fenômeno tem uma visibilidade muito favorável no Ceará. Esta chuva de meteoros não é intensa e raramente produz mais de cinco meteoros por hora. Entretanto, ela produz meteoros explosivos e algumas bolas de fogo durante o período de atividade.

Já a Delta Aquarídas do Sul é uma chuva mediana, mais visível nas regiões tropicais do Hemisfério Sul, onde se inclui o Ceará. A atividade ocorre entre 12 de julho e 23 de agosto, e pode gerar até 16 meteoros na madrugada de 31 de julho, mas com boa taxa para as noites anterior e posterior à máxima. Os meteoros dessa chuva são geralmente meteoros fracos que não apresentam trilhas persistentes nem bolas de fogo.

Como observar a chuva de meteoros

A visualização das chuvas de meteoros não necessita de telescópios ou qualquer outro instrumento óptico. Basta procurar um local adequado e olhar para o céu na hora certa.
As noites de pico são as melhores para se observar essas chuvas. Os meteoros não se concentram em uma única noite, o que significa que elas podem ter uma boa atividade nas noites próximas à máxima do evento meteorológico.
O melhor horário para observar é entre 22h e 0h30 da manhã, quando a luminosidade da lua deve começar a prejudicar a observação.

Lua pode atrapalhar a visão

Em 2021, a lua em fase minguante pode atrapalhar um pouco a visualização de ambas as chuvas. No entanto, até ela nascer (por volta da meia-noite), o céu estará escuro o suficiente para se observar uma boa quantidade de meteoros.

Depois disso, a tendência é a luminosidade da lua ofuscar os meteoros mais tênues. Ainda assim, o Ceará será privilegiado na observação de ambas. A posição no céu de seus radiantes favorecem a observação nas regiões do Hemisfério Sul.

Foto: Wally Pacholka/Reprodução

Fonte: Portal G1 CE

Postar um comentário

0 Comentários