Forças de Segurança deflagram 2ª etapa da Operação Coleta em Iguatu, Quixelô e Juazeiro do Norte


Em operação deflagrada pela Polícia Civil do Estado Ceará (PC-CE) e pela Polícia Militar do Ceará (PMCE), cinco pessoas foram presas por envolvimento no tráfico de drogas e em outros delitos. A ofensiva iniciou nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (29), com o cumprimento de mandados de prisão, busca e apreensão e a realização de flagrantes. A operação acontece em Iguatu e Quixelô, pertencentes a Área Integrada de Segurança 21 (AIS 21), e em Juazeiro do Norte (AIS 19). A ofensiva segue em andamento.

A operação, batizada de Coleta, acontece na região sul do Estado e tem como objetivo cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão de alvos envolvidos em crimes de homicídio e tráfico de drogas em Iguatu. As ordens judiciais foram expedidas pela 1ª Vara Criminal e 2ª Vara Cível do mesmo município.

Além das cinco prisões, foram apreendidas durante a operação três armas, um simulacro de arma de fogo, 11 celulares, cerca de mil reais em espécie, 18 cartões de crédito, uma balança de precisão, entorpecentes oriundos do tráfico, entre outros objetos para comercialização de drogas.

Participam da ofensiva 60 profissionais de segurança, entre policiais civis e militares, lotados na Delegacia Municipal e Regional de Iguatu da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), no Comando Tático Rural (Cotar) e no Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) da Polícia Militar do Ceará (PMCE), em 12 viaturas, além do apoio da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas do Ceará (Ciopaer). As equipes estão dando suas contribuições para cumprir às ordens judiciais e detectar possíveis situações em flagrante.

Entre os suspeitos presos na operação, um deles foi identificado como Brendo Alves Pinheiro (22), conhecido como “Breno Brisa”, investigado pela associação ao tráfico de drogas da região, além de integrar uma organização criminosa em Iguatu. Ele também responde por homicídio doloso, porte ilegal de arma de fogo, crime contra a administração pública e tem antecedentes por tráfico de drogas. Na operação, também houve um cumprimento de mandado de prisão em desfavor de Brendo. Com o homem foram apreendidos um revólver, cinco munições calibre 38 e um celular.

Também foi capturado Anderson Américo Bezerra (27), autuado em flagrante por tráfico de drogas, ele já tinha passagens pelo mesmo crime. Na captura de Anderson, a equipe apreendeu uma arma de fogo, uma faca, embalagens para armazenamento de drogas, máquinas de cartão de crédito, balança de precisão, quantia em dinheiro, celulares, um cordão de ouro, objetos pessoais e cocaína.

O terceiro alvo foi Luiz Cezar da Silva (36), que já responde por porte ilegal de arma de fogo e crimes contra a administração pública. Com Luiz Cézar, foram apreendidos duas armas de fogo, seis munições calibre 36, 18 cartões de crédito, documentos, sete celulares e uma quantia em dinheiro. O suspeito foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.

Durante a ação, duas mulheres também foram presas. Uma delas é Bryane Macedo da Silva (34), que se encontrava na companhia de Luiz Cézar, em um imóvel no bairro Areias II. Bryane e Luiz Cezar tentaram empreender fuga, mas não conseguiram. O casal foi autuado em flagrante por porte ilegal de armas.

A quinta pessoa presa foi Thalyla Silva Amorim (20). Contra a mulher, foi cumprido um mandado de prisão preventiva por tráfico de drogas e condutas afins, expedido pela 2º Vara Criminal da Comarca de Iguatu.

Balanço da operação

Além das cinco prisões. Foram apreendidos durante a operação três armas, um simulacro de arma de fogo, 11 celulares, cerca de mil reais em espécie, 18 cartões de crédito, uma balança de precisão, entorpecentes oriundos do tráfico, entre outros objetos para comercialização de drogas.

Brendo, Anderson e Thalyla são suspeitos de envolvimento em grupos criminosos e com o tráfico na região. Luiz Cezar e Bryane foram autuados por porte ilegal de arma de fogo. A operação continua em Iguatu e nos municípios de Quixelô e Juazeiro do Norte.

Operação Coleta

A operação, batizada de Coleta, acontece na região sul do Estado e tem como objetivo cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão de alvos envolvidos em crimes de homicídio e tráfico de drogas em Iguatu. As ordens judiciais foram expedidas pela 1ª Vara Criminal e 2ª Vara Cível do mesmo município.
Participam da ofensiva 60 profissionais de segurança, entre policiais civis e militares, lotados na Delegacia Municipal e Regional de Iguatu da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), no Comando Tático Rural (Cotar) e no Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) da Polícia Militar do Ceará (PMCE), em 12 viaturas, além do apoio da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas do Ceará (Ciopaer). As equipes estão dando suas contribuições para cumprir às ordens judiciais e detectar possíveis situações em flagrante.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

As denúncias podem ser feitas ainda para (88) 3581.0307, telefone da Delegacia Regional de Iguatu. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Foto: Divulgação

Fonte: Governo do Estado

Postar um comentário

0 Comentários