Hotéis e academias deverão exigir o passaporte vacinal a partir de 3 de janeiro, informa Camilo Santana


O novo decreto estadual de enfrentamento à pandemia trará novas medidas relacionadas à exigência do passaporte vacinal. De acordo com o anúncio do governador Camilo Santana, nesta quinta-feira (23), o comitê de enfrentamento à pandemia deliberou que o setor hoteleiro e as academias de ginásticas deverão exigir a apresentação do documento.

“Vamos ampliar a exigência do passaporte para outras atividades econômicas do Ceará. Isso foi discutido e dialogado com os setores. A medida passa a valer a partir do dia 3 de janeiro”, informou o chefe do Executivo Estadual. Já o novo decreto estadual entra em vigor na próxima segunda-feira (27).

No Ceará, 90% das pessoas vacináveis (acima de 12 anos) já receberam a primeira dose. Com o esquema completo de vacinação já são quase 82% da população apta. Camilo Santana chamou atenção para a importância de as pessoas buscarem se vacinar ou completarem a vacinação. “Todos os estudos têm mostrado a eficiência da vacina. A grande maioria das pessoas que tem tomado a vacina quando contrai o vírus tem sintomas leves. A grande maioria das pessoas que tem sido internada ou que vai a óbito não se vacinou”, disse.

Camilo Santana comunicou que os governadores já solicitaram ao Ministério da Saúde uma reunião para tratar da imunização das crianças de cinco a 11 anos, autorizada recentemente pela Agência de Vigilância Sanitária do Brasil (Anvisa).

O chefe do Executivo estadual afirmou, ainda, que “a Secretaria da Saúde já tem procurado fazer contato com a própria Pfizer para que, caso o Governo Federal não adquira as doses para as crianças – como está autorizado pela Anvisa – , o Estado se dispõe a adquirir diretamente para vacinar toda a população”.

Síndromes gripais

O Ceará passa, no momento, por uma estabilidade com relação a novos casos de Covid-19 e óbitos decorrentes da doença. No entanto, o secretário da Saúde, Marcos Gadelha, mostrou preocupação com o aumento dos casos de síndrome gripal nas nossas unidades de saúde, especialmente pela ocorrência de Influenza A.

“Esses casos têm potencial de sobrecarregar o sistema de saúde porque tem um risco maior de internação dessas pessoas, principalmente idosos, crianças, pessoas com doenças crônicas e deficiência”, alertou. O titular da Sesa pediu aos gestores municipais que mantenham as salas de vacinação abertas nesse período para que seja possível continuar avançando no processo de imunização da população.

Ômicron

Mesmo em estabilidade de novos casos e óbitos, o Ceará registrou três casos da variante Ômicron. Eles foram confirmados em passageiros que vieram da Tailândia, de Milão e de São Paulo. Dois foram testados no Aeroporto de Fortaleza e outro em um shopping de Fortaleza. Todos estão em isolamento e sendo acompanhados pelos profissionais da Secretaria da Saúde. Camilo Santana comentou o fato e ressaltou que é preciso se manter atento.

“Isso é um alerta. A gente tem sempre colocado a preocupação de avaliar os números toda semana. A importância da exigência do passaporte vacinal na entrada dos passageiros nos aeroportos foi uma decisão (do Superior Tribunal Federal) importantíssima. A gente está mostrando por onde entra o vírus. A porta de entrada, geralmente, é pelos voos internacionais”, comentou.

O chefe do Executivo estadual pediu que as pessoas continuem seguindo os protocolos sanitários para evitar uma propagação dessa variante. “É muito importante as pessoas fazerem toda a prevenção, usarem a máscara. Além da questão da Covid-19, estamos tendo uma virose gripal muito forte e a máscara ajuda a evitar a contaminação”, reforçou Camilo.

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Postar um comentário

0 Comentários