Juazeiro do Norte segue na escala de baixo risco para arboviroses


O Núcleo de Controle de Endemias da Secretaria da Saúde de Juazeiro do Norte segue com resultados positivos no trabalho de controle vetorial e, consequentemente, de prevenção das arboviroses dengue, zika e chikungunya, transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

O Índice de Infestação Predial (IIP) está em 0,68%, o que comprova baixo índice de larvas em todos os imóveis de Juazeiro do Norte, uma vez que a taxa preconizada pelo Ministério da Saúde é de até 1%. Os resultados dos 03 últimos Levantamentos de Índice Rápido Amostral do Aedes (LIRAa) também apontam baixo risco.

A implantação do Sistema de Monitoramento Integrado do Aedes aegypti (MI-Aedes), em que o Município foi pioneiro na região Nordeste, permite agora saber o Índice Médio de Fêmea do Aedes (IMFA). Juazeiro do Norte apresentou baixa infestação de mosquitos na forma adulta, igual a 0,06, sendo preconizado até 0,15 pelo Ministério da Saúde.

Os mosquitos adultos capturados nas armadilhas do MI-Aedes estão sendo analisados em laboratório para que seja identificado se eles estão ou não infectados e qual vírus eles carregam.

Veja também:

✔Pesquisadores demonstram beneficios do lítio para idosos com Alzheimer

✔Juazeirense participa da entrega do primeiro E-jet de nova geração à Azul

✔Governo do Ceará investe em infraestrutura para gerar emprego e renda

Com essas informações será possível realizar ações estratégicas de combate ao Aedes, interrompendo a cadeia de transmissão antes que o vírus chegue às pessoas.

ASCOM

Comentários